3298

Laboratório de Dexter

Classificação: Desenho
Aonde: Originalmente Cartoon Network, mas também nos canais abertos Record e SBT
Protagonista: Dexter, mas podemos incluir também sua irmã DeeDee.
Porque marcou a infância: Dexter era um menino de 8 anos super inteligente que tinha um laboratório Motherfucker no seu quarto. Detalhe: esse laboratório fica escondido, dentro de seu quarto.
O diferencial: O menino enfrenta o desespero de querer fazer novas descobertas e nunca consegue finalizá-las sem ser interrompido por sua irmã.


Personagens principais:


Dexter: menino gênio que tem um laboratório escondido em seu quarto. Tem poucos amigos, alguns inimigos e uma família que não é lá inteligente. É baixinho e ruivo e seu guarda roupa é sempre o mesmo: seus jalecos brancos com botas pretas e luvas roxas.


DeeDee: Irmã de Dexter que sonha em ser bailarina, ao contrário de seu irmão, DeeDee é bem alta (na verdade chega a ser engraçado a relação entre tamanho de pernas e corpo). Adora coisas femininas e nem sempre percebe que está atrapalhando seu irmão nos experimentos.


Pai e Mãe: Os pais de Dexter e DeeDee são meio relapsos, nunca notaram a presença de um laboratório no quarto do filho. Mas no fim das contas são pais amorosos.


Mandark: Arqui-inimigo de Dexter, Mandark é um garoto muito inteligente e que também tem um laboratório em seu quarto. Sempre manteve uma rivalidade com Dexter e mantem uma paixão por DeeDee.


Macaco: o macaco de Dexter aparece frequentemente e serve como cobaia dos experiemntos do garoto. Mas Dexter não perceb que ele adquire poderes especiais e se torna um super herói macaco. Alguns episódios foram feitos baseado no macaco, o “Disque M para Macaco”.

O “Laboratório de Dexter” é uma criação de Genddy Tartakovsky e teve a colaboração de vários outros cartoonistas, inclusive do criador de “Family Guy”, Seth MacFarlane. Desde 1996 fazendo a alegria da garotada, Dexter deveria ter durado somente uma temporada, terminada com o filme “A Viagem de Dexter”. No entanto o sucesso do desenho fez com que se estendesse por mais 2 temporadas.


Nos EUA, o cartoon participou de uma “era de ouro” chamada “Catoon Cartoons” juntamente com desenhos como “A vaca e o frango”, “Coragem: o cão covarde”, “Johnny Bravo”.


O desenho tinha 3 episódios de cerca de 8 minutos que compunham a grade de meia hora. Eram episódios curtos, mas que eram engraçados. Tinham uma temática diferente e convenhamos, um menino com um laboratório secreto em casa, fazendo experiências, isso era mágico.


A duração dos episódios também favorecia muito, criando a possibilidade de abordar várias ideias diferentes sem ficar cansativo. Temos o dia em que o Dexter tem que entrar no quarto da irmã para recuperar algo que ela havia escondido, mas para isso precisava fugir dos “piolhos” fazendo o garoto se transformar numa espécie de espião. Ou temos também a vez em que Dexter não estuda para a prova de francês e numa medida desesperada fica escutando uma fita durante o sono e só aprende a expressão “Omelette Du Fromage” (Café da manhã) e no fim das contas acaba ficando famoso!

Tivemos também uma espécie de spin-off, que são como séries derivadas de outras séries, do desenho no próprio desenho. “Disque M para macaco” e “Amigos da Justiça” são as derivações do desenho que tinham duração de 8 minutos e geralmente passavam por ultimo na sequencia dos episódios triplos. Ambos são de super-heróis e até interagem entre si, como por exemplo quando o Macaco entra para os “Amigos da Justiça”.

Enfim, o “Laboratório de Dexter” marcou a infância, deixando-nos com vontade de ser cientistas quando chegasse a vida adulta. Dexter geralmente se dava mal com as trapalhadas de DeeDee, que deixava o episódio mais e mais engraçado com sua presença.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *