41J5A2M6RKL._SL500_AA300_

Brilho Eterno de Uma Mente Sem Lembranças

Há tempos que quero fazer uma resenha desse filme, que na minha opinião é um “DEVE VER” se você gosta de drama.

Por ser “antigo”, teve sua estreia em 2004, você já deve ter ouvido falar sobre ele ou até mesmo visto a propaganda na TV. Mas se você nunca viu, vale a pena :)

A primeira vista o filme engana, sendo um drama porque escolheram Jim Carey, um dos mais consagrados atores de comédia? Porque ele põe aquela pitada de comédia que dá uma certa leveza ao filme.


O filme se trata da relação amorosa de Joel Barish e Clementine Kruczynski. Eles se conhecem num trem linha Mountauk – Nova York e se dão bem apesar de suas diferentes personalidades. Eles logo engatam numa relação de pura paixão avassaladora. Joel é o tipo de cara blah, e por blah é quase que uma pessoa em branco enquanto Clementine é uma pessoa vívida e extremamente emocionalmente instável.


O relacionamento vai do ápice ao fim em pouco tempo e Clementine resolve participar de um experimento, onde ela terá apagada de sua memória, a existência de Joel. Joel acaba descobrindo sobre o experimento e decide apagar Clementine de suas memórias também.


O filme se passa basicamente dentro da mente de Joel, enquanto as memórias vão sendo apagadas durante seu sono. E é aí que mora o problema, no meio do procedimento Joel decide manter suas memórias, mas como ele está “preso” em seu sono ele não consegue avisar ninguém da sua decisão. Ele decide então sabotar sua própria mente. Mas os “apagadores” descobrem o plano e fazem de tudo para que Joel não sabote o procedimento perseguindo-o por sua própria mente.


A primeira vista o filme pode parecer louco e sem sentido. Já aviso de antemão que ele é não – linear então cada hora aparecem cenas distintas, pedaços diferentes de fases diferentes do romance de Joel e Clementine. Mas quando chega no final entende-se tudo e se percebe quão inteligente é o roteiro. Não vou contar o final aqui porque seria um tremendo spoiler ne, mas conto que se tiver interessado em já saber o fina pode ir na página em inglês do filme na wikipedia e sirva-se ^^


O legal do filme é ver os momentos bons e nem tão bons assim do casal e como a mente humana, as relações amorosas e como o passado afeta nossa vida. Longe de ser um filme comum de Hollywood o filme nos leva a pensar sobre os relacionamentos passados, será que vale a pena esquecer todos os nossos amores e paixões? Será que é melhor esquecer a dor pela qual passamos?


Ah, isso com um elenco de primeira, atores bem conhecidos e que atuaram muito bem durante o filme. Temos a presença de Jim Carey (dispensa apresentações), Kate Winslet (vou citar Titanic porque todos conhecem), Elijah Wood (Frodo de SdA), Kirsten Dunst (Mary Jane de Homem Aranha 1 a 3), Mark Ruffalo (A cegueira) e Tom Wilkinson (O Patriota).


E vou contar pra vocês o que me motivou a ver esse filme foi o vídeo abaixo que me encantou e eu procurei saber daonde era:

http://youtu.be/My4Khyt5_ps

Então fica a dica, aproveitem o filme e reflitam :)

 

2 comments

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *