castlevaniados-feat

SoundTest: Castlevania Dawn of Sorrow

castlevania-dos-cover

Mais um jogo da franquia Castlevania, Dawn of Sorrow é um dos melhores (senão o melhor) título para Nintendo DS. A história se passa em 2036, um ano após Castlevania Aria of Sorrow para Game Boy Advance. A trilha de Dawn of Sorrow não é tão sombria quanto Symphony of the Night, mas nem por isso o jogo aparenta ser menos soturno. Composta por Masahiko Kimura e Michiru Yamane, o jogo não deixa na mão em termos musicais.

Um destaque na trilha sonora é a música Pitch Black Intrusion, que aparece na entrada do castelo. É uma espécie de música eletrônica, que poderia ser executada com bateria, baixo e uma legião de teclados. Outro destaque é Dracula’s Tears, que apesar de criar uma aura das trevas com o órgão de igreja que faz a introdução, logo se mostra uma música alegre, pouco tensa, mas que combina bem com o cenário.

Falando em órgão de igreja, temos After Confession, trilha da capela do castelo de Drácula. A composição chega a ser sombria, principalmente pelo órgão, cravo e percussão.

Se alguém nunca teve medo de circos macabros e abandonados, Demon Guest House pode ajudar a entender essa sensação. A música tem como base repetições simples, mas uma linha melódica bela e triste. Outro exemplo desse estilo infantil porem assustador é Equipment’s Tale. É notável ainda The Pinnacle (não confundir com pineapple), música que carrega grande tensão. Marcada pela batida forte e presente, é apenas um exemplo do trabalho dos compositores na área mais techno-dance-rave-90s.

Por fim, há ainda versões das clássicas músicas da franquia: Vampire Killer, The Beginning e Bloody Tears. São excelentes versões, em especial Bloody Tears, com um ritmo frenético e embalado por um órgão de igreja.

É possível perceber o grande trabalho dos compositores, que exploraram bem os recursos disponíveis para o áudio do NDS. Embora a maioria das outras músicas não possua grande destaque, combinam sempre bem com o cenário, a história e fazem parte do processo de imersão do jogador no enredo. Afinal, jogar Castlevania pensando que é só mais um jogo, significa deixar de lado todo o ar sombrio, soturno e das trevas que cerca a franquia. O interessante é ouvir as músicas e tentar imaginar os cenários e o contexto da história. Matar demônios e impedir um reinado de caos nunca foi tão poético.

Castlevania-.Dawn.of.Sorrow
See you in the next castle.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *