snes

O primeiro console a gente nunca esquece parte 2 – 1/2 SNES + 1/2 Master System

Também colocarei minha ficha nesse novo meme ^^. Não sei se isso importa, mas, eu também nasci em 89.

Como eu já disse em uma postagem mais antiga meu primeiro vídeo game foi um Master System III. Mas por que então não fazer uma postagem sobre o MS III? Simples, porque eu queria era um SNES. Também fui uma das vítimas do videogame trocado… (pelo menos não foi um Poly Station em vez de Play Station…).

Quando eu tinha por volta de 6 anos estava passando um final de semana na casa de um primo. Lá tive meu primeiro contato com o videogame. O primeiro jogo que joguei foi Super Mario World (que, aliás, será a próxima postagem da Saga Snes), simplesmente viciei ^^ Queria de qualquer jeito aquele videogame. No natal seguinte ganhei meu primeiro videogame. Abro esperando encontrar o jogo do bigodudo e acabo encontrando um porco espinho gordinho… Foi triste…

A pior parte nem é essa, é o mau funcionamento e a qualidade… Não sei de onde a TEC TOY tirou a ideia daquele adaptador da TV para o videogame, ela tinha uma chavinha onde você escolhia se mandaria sinal da antena ou do MS para TV. Essa caixinha era uma bosta, direto dava mau contato e fica preto-e-branco. Depois de um bom tempo ganhei meus primeiros cartuchos, essa demora deve ter sido pela dificuldade em achar e no preço. Ganhei Bubble Bobble e Pato Donald (não lembro qual, mas lembro de que se podia escolher a fases). Mas não era Mario!

Depois de quase dois anos ganhei meu SNES!!!

Como só tinha Super Mario, semanalmente, precisamente todo sábado, alugava uma fita numa locadora perto de casa. Conheci vários jogos assim, Super Metroid foi um deles, mas como se joga isso num cartucho alugado?

Minha segunda fita foi comprada numa feira de domingo que tem aqui onde moro. Goof Troop ou Pateta e Max para os mais íntimos. Lembro até hoje de eu pedindo minha mãe pra ajudar a resolver alguns puzzles ou matar algum chefe.

Disso em diante vieram vários cartuchos, vários 7 em 1, 5 em 1234567 em 1…

O interessante dessa época era o sistema de empréstimo, você ia à casa da pessoa com alguns cartuchos seu e oferecia algum emprestado, em troca essa outra pessoa lhe oferecia outro em troca. Condições e datas de entregas eram todas negociadas.

Depois vieram as catiras, as trocas de fitas eram muito recorrentes. Algumas vezes se conseguia trocar 1 cartucho por 2, isso dependia da lábia da criança, eu chegava a inventar finais secretos só pra pessoa se interessar pelo jogo rsrsrs.  Nisso passou pelas minhas mãos vários cartuchos, e hoje sobraram alguns clássicos como Zelda, Chrono Trigger, Carmen Sandiego, Sim City, Mario All Star, dentre outros ^^.

Atualmente meu SNES está guardado em sua caixa original, está meio desbotado pelo tempo e com algumas manchas causadas por acetona…

Se você também possui um retroblogger e gostaria de participar é só fazer o seu texto e colocar a frase “Primeiro console a gente nunca esquece” e colocar também o nome do console ^^.  Se quiser ter adicionado na nossa lista, deixe nos comentário abaixo ^^ E não se esqueça de linkar todo mundo ^^.

Confira os posts dos outros blogs participantes deste MEME:

17 comments

  1. Excelente post, tá de parabéns, Master System eu só conheci através de alguns amigos, um deles tinha aquele sem fio, nossa era uma arte jogar naquilo… Adorava o jogo do Pato Donald muito bom… Tá de parabéns MESMO cara, excelente participação…

    Completando:

    Estou visitando todos os blogs participantes e pedindo que atualizem a lista de blogs do MEME nos seus respectivos posts… Dá um Ctrl+C na lista lá no JCOAS, que tá em ordem alfabética e tá facim de ver qual que tá faltando na sua lista… Aquele Abraço… Vamos ajudar a divulgar…

    IMPORTANTE: Não deixe de comentar no post dos outros participantes, deixe sua opinião, sua visita, vamos fortalecer e ampliar essa corrente…

    1. Obrigado ^^

      Esse jogo do Pato Donald era difícil, acho que nunca consegui terminá-lo. se Não me engano tinhamos que escolher entre 4 fases, depois entre outras 4

      Lista devidamente atualizada (acho rsrsrsrs)

  2. Master eu jogava muito o de um primo meu, mas ele tinha poucos jogos. Agora o SNES guarda com carinho mesmo que esse vale a pena. Você falou sobre a impossibilidade de zerar Metroid alugado, mas até hoje me arrependo de não ter comprado um Metroid sem bateria, porque depois de um tempo a minha diversão ficou sendo zerar ele o mais rápido possível com 100%, o meu recorde foi 2:29 (tinha gravado em VHS).

    1. Fui conseguir zerar Super Metroid bem depois, o snes já estava morrendo, quase todo mundo já tinha PSX. Um conhecido meu me emprestou Metroid num sábado e disse para devolver na segunda, ai foi uma correria pra terminar o jogo. Não consegui fazer 100%, devo ter feito algo como 85%, mas consegui ^^

  3. Cara, que criança terrivel, destratar um presente dessa forma, hahahaha!

    Ah, o Snes foi devastador no ano de 95, devia estar na 5 série e todos meus amigos tinham um snes.

    Bons tempos e otimo texto!

    1. Não destratei, só queria jogar Mario… rsrsrsrs
      Era dificel achar jogos para o MS, os meus jogos foram comprados em outra cidade… mas tenho boas lembranças de jogos como Golden Axe, Monica (não lembro qual), Psycho Fox entre outros.

  4. Excelente post, e bizarro também porque a sua história é muito parecida com a minha. Tive o Master System e logo depois um SNES, e meu segundo cartucho de SNES foi o Goof Troop! A diferença é que eu amava meu Master System, que foi o videogame que eu escolhi na época (natal de 91). Hoje meu bom e velho Master está aposentado, já meu SNES continua brilhando na TV da sala de estar, ao lado do Wii e do PS2. =)

    Abraços

  5. Mais um de 89 \o/

    É uma pena que eu não tinha com quem emprestar cartuchos. Minhas amigas não gostavam de games, e criança tem aquela coisa de meninas de um lado e meninos do outro. T_T

  6. bons tempos de alex kid in miracle world, jogos de verão e out run!!!!!!clássico mesmo e um super monaco gp,,,,bom demais!!!!!

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *