njc5

Lost Kids: Conheça essa HQ nacional.

njc5

Em um dia normal na escola, cinco adolescentes abrem um estranho e misterioso pacote, dentro havia uma esfera de cristal e um bilhete com os dizeres: “Busquem Samarkand”.

Em seguida, uma forte luz toma conta de todo corredor consumindo os cinco jovens e transportando-os misteriosamente para um mundo fantástico, cheio de magia, tecnologia steampunk, Navios voadores e terríveis criaturas.

z7a9

The-Lost-Kids-2

E assim começa uma grandiosa aventura onde eles enfrentam diversos desafios, desde prisões frias e úmidas a batalha de navios voadores para chegar a mitológica cidade de Samarkand onde especula-se haver um portal para outros mundos.

The-Lost-Kids-3

Lost Kids Buscando Samarkand conta com 8 edições que foi escrita e desenvolvida por Felipe Cagno em conjunto com uma equipe de 15 artistas de todo o mundo deixando a Minissérie rica com diversos traços e estilos de desenho. Seu lançamento no exterior está previsto para Outubro e Novembro pelo vamos site Comixology apenas em formato digital. Mas aqui, teremos a possibilidade de adquirir essa HQ através do site http://catarse.me/pt/LostKids, cujo projeto tem o objetivo de levantar o custo da impressão.

Quem quiser mais informações a respeito desse projeto, acesse a página do Facebook ou ainda o canal do Youtube com vários vídeos do Making Of da produção da HQ.


Catarse – “Lost Kids” from Felipe Cagno on Vimeo.

The-Lost-Kids-Capa-2 zu6s


 

Algumas curiosidades sobre a produção da Minissérie “Lost Kids” que levou mais de dois anos para ficar pronta:

  •  O projeto “Lost Kids: Seeking Samarkand” teve seu início como um roteiro de um longa-metragem para o cinema. Foi somente após um produtor e um roteirista em Hollywood sugerirem o lançamento em outro formato que o projeto finalmente tomou forma como uma minissérie em quadrinhos.
  •  No ano de 2009, o roteiro cinematográfico foi finalista de várias importantes competições de roteiros nos EUA, sendo extensivamente desenvolvido durante aquele ano e no ano seguinte.
  • Foi o DeviantArt que deu asas ao projeto. Foi por ali que o roteirista/produtor Felipe Cagno pôde fazer amizades e parcerias que possibilitaram toda a criação do projeto, enquanto serviu também de plataforma de lançamento.
  • O site DeviantArt já premiou o trabalho da equipe em seis ocasiões, escolhendo seis artes emblemáticas como as melhores do site através das Daily Deviations.
  • A equipe criativa da minissérie é realmente global, além de Felipe, Wilton e Rafael, brasileiros, a equipe conta com dois ilustradores em Iowa nos Estados Unidos, três artistas no México, um em El Salvador, outro de Portugal, um dos coloristas é da Austrália, o outro escocês e completando o time um ilustrador nas Filipinas. Nas palavras dos autores, “Uma HQ brasileira produzida por artistas do mundo todo”.
  • A minissérie é inteire produzida através da internet, a equipe criativa nunca se conheceu pessoalmente, com exceção dos brasileiros que se conheceram através da Quanta Academia de Artes.

LK270805 1

 

Curti bastante a HQ e espero que consigam publicá-la.

Até mais e obrigado pelos peixes.

2 comments

  1. Curti!

    E, interessante os traços sugerindo as inspirações dos desenhistas. O penúltimo poster me fez lembrar, pelos traços dos desenhos, de: Cavaleiros do Zodiáco, Street Fight, Sooby Doo, Yu-Gi-Oh e umas duas outras linhas de desenhos distintos para pendendo tudo para uma evolução do Anime.

    Mas seria legal um texto em português né? Na revistinha :D

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *