Odd

Odd and the Frost Giants – Neil Gaiman

Odd and the Frost Giants foi lançado em 2008. O livro foi escrito por Neil Gaiman e ilustrado por Brett Helquist e é voltado pra crianças, na mesma linha de Coraline e The Graveyard Book. Pra quem quiser conferir a obra tem até trailer:

É estranho que este livro nunca tenha sido lançado em português. Qualquer coisa que o Neil Gaiman produza é sinônimo de boas vendas, e a grande maioria dos livros e graphic novels que ele criou foram traduzidos, muitos se encontram esgotados. Quem quiser conferir vai ter que ler em inglês.

Comprei na Amazon. Saiu barato, só 6 dólares, mas é bom lembrar que a Amazon mete a faca no frete. A qualidade é excelente. Capa dura, com uma textura de tecido e um encadernamento muito bom. O livro tem pouco mais de cem páginas, mas a fonte é grande, o espaçamento também e há várias imagens em preto e branco, ou seja, é bem pequeno.

Odd é um garoto órfão de pai, um viking que morreu no mar. Ele vive com sua mãe e seu padrasto, além de vários vários meio-irmãos. Odd não tem uma vida muito boa, e consegue piorar quando por um feito seu uma árvore cai sobre sua perna e o deixa alejado. Com os ossos esmagados ele precisa de uma muleta para conseguir andar.

Durante uma noite de um inverno que parece não ter fim Odd decide fugir de casa. Pega um machado, salmão defumado, um firepot e sai durante a noite. Ele vai para uma cabana de seu finado pai no meio de uma floresta e lá passa a noite. Na floresta ele conhece uma raposa, uma águia e um urso que não são exatamente o que parecem ser, e se vê envolvido no mistério do inverno sem fim.

A história é simples, mas envolvente. Vários personagens, lugares e artefatos da mitologia nórdica vão aparecendo com o passar do tempo. E o respeito do autor com a mitologia é louvável. Gaiman não muda as coisas pra ficar mais leve pras crianças, e há cenas e diálogos que dificilmente apareceriam em outros livros infantis. Além de referências de leve a algumas coisas que as crianças não conseguirão entender, mas que entretem os adultos e dá mais profundidade a obra.

Por ser um livro curto e infantil Gaiman não perde tempo com descrições ou histórias secundárias. A linguagem é bela e muito bem trabalhada, e o ritmo da história é bom, sempre com coisas acontecendo. É o tipo de livro pra se ler várias vezes, para si mesmo ou para crianças. Quem se interessar pode conferir as 25 primeiras páginas no site da editora.

One comment

  1. gostaria muito de ter a oportunidade de ler esse livro amo ler me senta em outro mundo existe uma magia nos livros que não da para explicar espero receberuma resposta desse livro que me fascinou somente pelo pouco que li….ate breve

    obrigado…………..

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *