puzzle-quest-challenge-of-the-warlords

Puzzle Quest: Challenge of the Warlords

Puzzle Quest: Challenge of the Warlords é de longe um dos melhores jogos na minha opinião. Levando em consideração que eu amo puzzles. Mas deixando a bajulação de lado, o jogo agrada a muitas pessoas até mesmo por fugir um pouco dos jogos mais usuais.

Lançado primeiramente para Nintendo DS e o PSP em 2007, ganhou no mesmo ano versões para Live do XBOX Arcade, Wii, PC e PS2. Em 2008 foi lançado para alguns celulares, PS3 (psn) e pro SO do Iphone através da app store.

Desenvolvido pela empresa australiana “Infinitive Interact” e publicado pela japonesa “D3 Publisher), o jogo contém uma mistura de puzzle, RPG e estratégia ambientado num mundo mágico de fantasia medieval.

Posteriormente o pessoal lançou dois outros jogos do mesmo estilo do jogo original: “Puzzle Quest 2” e “Galactrix”. Esses, no entanto, não foram portados para tantas plataformas como o primeiro da série. Quanto ao “Puzzle Quest 2” eu cheguei a jogar no DS, mas não me agradou muito. Já o “Galactrix” eu nunca joguei, embora morra de vontade ^^.

Vamos então ao que interessa, o jogo mesmo.
No início do jogo você escolhe um personagem de uma lista, mas eles tem basicamente só as classes definidas, você pode escolher sexo e nome e a classe. A medida que o jogo vai dando continuidade você pode escolher suas especialidades. Depois é apresentado um mapa sem muitos detalhes, mas muito bonito. Em um primeiro instante só uma cidade está disponível e com ela só uma quest.

Não se preocupe, vc vai liberar tudo isso ^^
Não se preocupe, vc vai liberar tudo isso ^^

 

A medida que o jogo vai acontecendo novas cidades, quests, personagens e monstros vão aparecendo para derrotá-los você tem que resolver puzzles como o do famoso jogo “Bejewled”.
O que torna o jogo diferente é que cada pedra tem um significado diferente e com uma determinado número de pedras você consegue lançar feitiços próprios do seu personagem. Temos as pedras Mana, Caveira, Experiência, Dinheiro e Wildcards.


Mana: Divididas nas cores azul, vermelha, amarela e verde, quando destruídas as pedras rendem mana. Cada um corresponde a um poder: água, fogo, ar e terra respectivamente. E de acordo com sua classe e as especialidades que você vai escolhendo durante o jogo alguns desses manas te ajudam mais que outros. Eles são necessários para lançar feitiços que podem causar dano ou pode conceder um movimento a mais.
Caveira: Existem dois tipos: a normal e a vermelha. Quando destruídas essas pedras causam dano no oponente e no caso da caveira vermelha um dano de +5.
Experiência: O famoso XP vem em forma duma estrela de cor roxa. Além de poder ser adquirido no jogo, ao final de cada batalha ou quest cumprida o jogador ganhar XP’s :P
Dinheiro: Assim como a experiência o dinheiro pode ser ganho no jogo, final de cada batalha  ou quest cumprida. É representado por moedinhas ^^
Wildcards: Cada pedra tem um número escrito que é um número multiplicado r que pode ser combinado com qualque mana. Lógico naquela combinção de pelo menos 3 pedras iguais. como se fosse um curinga.

Quando é vc quem faz isso no jogo quase sai uma lágrima de felicidade

As batalhas acontecem para zerar e liberar quests, para derrotar o um inimigo no seu caminho e para conquistar cidades. Quando os inimigos começam a se repetir você tem a escolha de capturá-los o que pode ser bom. Colocando essas capturas como montarias elas podem dar alguma vantagem contra algum inimigo. Lembrando que para isso você deve dar um upgrade na sua cidade e colocar tipo um estábulo para suas capturas.


A medida que você vai ajudando pessoas elas podem entrar para sua party e isso também pode ajudar na hora de enfrentar inimigos.
Nas cidades, no caso das conquistadas, temos a possibilidade de forjar itens, runas, treinar montarias, aprender novos feitiços, comprar itens, enfim, muita coisa. Por isso é interessante investir nessas cidades. Além disso, toda cidade que você conquista quando você passa por ela depois um determinado tempo de jogo você ganha dinheiro. Como se fosse uma espécie de “imposto”.


E claro, para aprender feitiços, capturar inimigos, treinar montarias, forjar itens e runas, você tem que enfrentar novos puzzles. Os puzzles permanecem na mesma linha e você deve destruir o número de peças necessárias para cada objetivo. O único que tem diferença é o de captura, onde no quebra cabeça você tem que destruir todas as peças disposta de um modo mais complexo.

Quanto aos gráficos são muito belos e coloridos. As cut scenes são em 2d e são estáticas, mas casam perfeitamente com a trilha sonora que, na minha opinião é perfeita. Dá aquele ar medieval na batalha.

Existe além do modo single-player o modo multiplayer. O modo multiplayer que é online traz alguns tipos de jogo, onde pode ser escolhido tipos de dificuldade entre outras funções e funciona de maneira bem legal. Daí encontrar adversários a altura é o novo desafio. Depois que zerado o jogo permite que haja uma continuação, de modo que o jogador pode melhorar sua habilidades e possa conquistar as cidades ainda não conquistadas. E isso ajuda muito no modo multiplayer :D


No mais o jogo é isso mesmo. Destruir pedras e derrotar monstros. Mas não pense que é fácil. O jogo tem chefões que podem te tirar do sério. Até mesmo alguns inimigos podem te fazer perder a paciência.
Mas é um jogo completamente viciante.

P.S.: O pessoal do SuperSugoi fez uma análise do Galactrix. Quem quiser pode conferir aqui

 

 

4 comments

  1. Oi Mariana! Realmente, como você tinha comentado na minha resenha de Galactrix, é um jogo parecido, só que com mais coisas ainda. Eu gosto de jogo que mistura gêneros harmoniosamente. Em Galactrix, infelizmente, não tem nem cut-scene nem conquista de lugares. Dá pra minar asteroides, mas eles não se tornam seus. Alguns sistemas são pacificados, quando estão dominados por piratas espaciais, mas o jogo termina por aí.
    Gostei muito de você ter recomendado o SuperSugoi no final do seu post. Vou fazer um update no meu recomendado você!

    1. hahaha… eu me lembro que eu passei do dia 30/12/09 pro 31/12/09 a noite inteira jogando até zerar o jogo. #vidasocialfail
      Mas eu amo jogos desse gênero. E pode mandar a conta, pagarei com mta satisfação :P

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *