110331_Scott-Pilgrim-3

Scott Pilgrim

Seja no formato de quadrinho, filme ou jogo, você já deve ter ouvido falar nele. Se não, corre. Vai procurar qualquer umas dessas opções citadas acima e curta uma história muito legal de um garoto que tem que derrotar os 7 ex -namorados do mal da sua atual namorada. Confuso? Nem um pouco.

Scott Pilgrim é canadense, tem 23/24 anos e tem uma banda. Ele mora com seu amigo gay e namora uma garotinha do colegial. Isso até encontrar uma garota muito fora do normal, andando por aí, nos seus sonhos.

Mas daí você fala: “grandes coisa, até parece uma comédia romântica”. É aí caro leitor que você se engana. O que atrai em Scott Pilgrim são as referências, piadas e o jeito como a história é contada. Vamos lá.

Era uma vez Bryan Lee O’Malley. Ele tinha desistido de fazer a faculdade em que se inscreveu e como estava meio assim, atoa, resolveu criar a história acima contada. E como um é grande fã de mangás e videogames em geral ele resolveu colocar referências em sua história.

Separado em 6 volumes (nos Eua, aqui é reunido em 3 volumes), a história foi iniciada em 2004 e teve seu fim em 2010. Bryan diz ainda que se continuasse escrevendo por muito tempo, Scott Pilgrim acabaria perdendo seu charme e se tornaria um conto qualquer.

Eu não tiro a razão do autor. Para criar uma história longa ela tem que ser muito bem feita, não que Scott Pilgrim não seja bom o suficiente. Mas a história é um pouco mais casual do que um sequência à la septologia, né.

Pois bem, vou contar um pouco mais do que já contei um pouco ali pra cima. Scott é baxista da banda Sex Bob-omb com Stephen Stills (guitarra) e Kim Pine (bateirista). Ele também namora a colegial Knives Chau uma garota chinesa que está perdidamente apaixonada por ele. Ele gosta dela, mas nem tanto. E BAM! Aparece Ramona Flowers aparece em seus sonhos e logo depois na vida real. Scott fica derretido pela garota de cabelos azuis que anda de patins, porém não sabe que para ficar com ela precisa derrotar A Liga. A Liga é composta por 7 ex-namorados malvados de Ramona.Logo ele começa a fazer pedidos na amazon canadense só para se encontrar com a garota que é a entregadora oficial da loja.

Ramona acaba explicando para Scott que eles se encontram no seu sonho porque ela usa o subespaço para fazer entregas de modo mais rápido e ela acabou invadindo o subespaço em que ele estava. Mas calma lá, se você achou um poco confuso você vai entender direitinho quando ler ou ver o filme.

Falando no filme, é uma boa adaptação e muitos acham que quase superou a obra em hq. É cheio de referências e dá uma visualização legal pra história. Bem colorido, com uma trilha sonora fantástica e personagens mais que memoráveis e fiéis aos desenho da hq, o filme foi lançado em 2009. Sim, antes do fim da história, embora ambas obras encerrem da mesma forma. O filme em comparação com os quadrinhos foi meio que enxugado. Tem alguma coisas que desaparecem, mas os efeitos são realistas. Enquanto que o filme também incluiu cenas não inclusas nos quadrinhos. O bom é que os dois se completam e acho legal assistir e ler a história de Scott Pilgrim, dá pra entender melhor as partes que podem ser um pouco confusas.

Mas devo alertar: aquele que não gosta de mangás nem videogames, ou que tem pouquíssimo conhecimento na área pode achar tudo sem graça demais. Não que precise ser um viciado ne, mas se não conhecer o Mario pode largar prum lado.

Qualquer semelhança é mera coincidência

Falando em jogos e videogames Scott Pilgrim marca sua presença na PSN e na Live do Xbox. Eu nunca tive a oportunidade de jogar, embora já ouvi comentários ótimo sobre o jogo.

 

Mas no mais é isso galera. É alugar, aproveitando que os dvds/ blurays serão lançados dia 20 desse mês e/ou ler a coleção que a “Quadrinhos na cia” já lançou de forma completa.

 

[Jogo]

[Filme]

4 comments

  1. Eu amooo scott pilgrim, tanto o filme quanto os livros, adoro o jeito que é contado e a história em si, mas eu deteeesto mangá e não sou muito chegada a videogames, hehe, acho que sou uma excessão ou sei lá. Mas adoro coisas alternativas e independentes:)

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *