«

»

mar 12

Terremoto no Japão

O terremoto que trouxe mais um problema para o país do sol nascente.

Sexta feira, 11 de março de 2011 – 8 da manhã.

 

A vida matutina dos japoneses em geral está começando. Crianças indo pra escola. Trabalhadores indo trabalhar. Reuniões importantes… O país do sol nascente se reerguendo de uma crise economica que fez muito mal a seu país. Tudo bem… Correndo, como o personagem de Bruno Garcia no filme de Lisbela e o Prisioneiro dizia, na mais perfeita.

Até que por volta de 2 da tarde de lá (2 da madrugada aqui) um terremoto de 8.9 graus na escala Richter atingiu o nordeste do Japão. O terremoto que durou de 2 a 4 minutos (dependendo do lugar aonde a pessoa estava) teve seu epicentro a 300 km da cidade mais atingida e cerca de 24 km abaixo da superfície. Quando os sismógrafos ativaram os alarmes para avisar a população de um eminente terremoto já nao havia mais que um minuto para que as pessoas procurassem abrigo.


Até aí tudo bem. Os japoneses são extremamente bem treinados para sobreviverem a desastres causados por terremotos. Quarta passada mesmo teve um de 7.3 ( se não me engano) e não teve danos muito grandes e morreram apenas 19 pessoas.
O problema foi um maremoto, ou tsunami, causado pelo terremoto que veio do mar. Por falar nisso não vou ficar explicando o que é um tsunami e como ocorre. Para isso meus queridos, sem querer parecer rude, consulte o Google ;) .


O tsunami que atingiu o continente nipônico teve um grande efeito e destruiu muita coisa. E quando eu digo muita coisa e você aí de trás do monitor não chegou a ver a devastação, precisa acreditar que foi muita coisa. Carros, barcos, arvores, casas e armazens, tudo parecia brinquedo na fúria da natureza que mais intriga os cientistas.

Afinal de contas  não há como prever quando um terremoto ou um tsunami vai acontecer. Eles acontecem em eventos randômicos e só há formas de se prevenir das eminentes liberações de energia que movem as placas tectônicas.

Eu acordei ontem e levei minha irmã a escola. Como de custume assim que voltei liguei a tv para esperar até a hora de arrumar e ir pro trabalho. Quando liguei no canal CNN e vi o tamanho da destruição fiquei abobada. E logo entrei na net pra saber mais. Vídeos e mais vídeos brotando de vários sites. Tweets encheram minha timeline  informando, passando videos e fotos. Enfim, tudo o que acompanhei do maior desastre da história desse país asiático, veio da net.

O mais impressionante é a forma como tudo foi conduzido no Japão. O jeito como as pessoas se portavam. Não sei se por aqui é que realmente é despreparado ou se é porque eles estão mais que acostumados com esse tipo de situação, mas é tudo organizado.

Mal, mal aconteceu a tragédia e o primeiro ministro já deu as ordens e já tomou as rédeas da situação. O aviso de tsunami foi dado uma hora antes que a primeira onda atingisse as primeiras áreas litoraneas. E isso pode ter salvo muita gente.

É só soar os alarmes que todos, com a maior calma possível procuram um abrigo, seja debaixo da mesa de trabalho, do lado de fora da casa, debaixo dos batentes (onde ficam as portas ou passagem de corredor).

 

E se o primeiro ministro ou alguma outra autoridade os pede que evitem tal localidade eles não pensam duas vezes antes de acatar tal sugestão. Principalmente em caso de evacuação, eles saem mesmo. Capitão nascimento deve ter passado por lá. Eles não esperam o pior acontecer pra depois chorar sobre tudo o que perderam.

As autoridades pediram que ninguém fosse para o norte do país para buscar por parentes e amigos, para que não houvessem mais mortes ou feridos. O povo não só atendeu ao pedido como viu com os próprios olhos que o governo fez e está fazendo o melhor que pode para resgatar as vítimas com vida. Eles veem que as autoridades não ficam paradas esperando a marola passar pra simplesmente fazer um balanço de destruição material e humanitária.

 

Enquanto que em vários lugares o primeiro balanço é o de quanto precisaremos para reconstruir tudo novamente, a preocupação deles é com a vida. Enquanto que em lugares devastado há saques e aumento abusivos de preços de mercadorias em mercados, no Japão nada é vendido e sim dado. O que mostra um grande gesto de solidariedade. E não, não é pra ficar ganhando fama não, nem desconto em imposto de renda. É a mais pura vontade de ajudar.

E algo assim, que deveria ser comum me deixa admirada por ver que existem lugares assim.

Enquanto isso o país vai lentamente sendo destruído, a segurança vai resolvendo  os problemas e evitando que outros piores ocorrão. Usinas nucleares são desativadas. Energia elétrica temporariamente desligada. Meios de transportes parados. Muitos pensam que isso é uma bobagem, mas pode salvar tanta gente. Tantos incêndios prevenidos. Os abrigos chamados improvisados são tão bem equipados, com cobertores elétricos e até mantimentos. Algo tão irreal quanto o desastre que acabou de acontecer.

Aos poucos vamos ouvindo falar sobre mais e mais destruição, sobre mais usinas nucleares com problemas de refrigeração (mas todas as regiões estão evacuadas!). A medida que o tempo vai passando a poeira baixa. A água se esvai. Podemos então contabilizar tudo. Quem sabe veremos que é ainda pior do que parece agora. Afinal de contas esse terremoto pertinho do Japão gerou tsunamis que atingiram até mesmo a costa das Américas do Sul. Mas tudo ficará bem.

O dia acaba com uma garnde devastação. O iene caiu e pode ser que o Japão enfrente mais alguns problemas do que aqueles quando ele iniciou suas atividades diárias. Reconstrução de tudo. Possíveis vazamento em usinas. Nova crise na economia.

Mas o Japão é forte. Todas as guerras em que ele perdeu, ele voltou mais forte. Tudo que lhe foi tirado, ele reconquistou.
Essa tragédia marcou a história do pais de duas formas: o dia em que o pais foi destruido pela natureza e o dia em que recomeçou tudo e reconquistou seu posto.
Muitas pessoas morreram. Muitas casas estão destruídas. Mas a lição que esse pequeno pais nos deu é imensa. E devemos todos aprender com ele.

 

P.S.: A autora do texto quis fazer parte da história e deixar seus pensamentos sobre os acontecimentos recentes para gerações futuras.

 

Mais informações no site do Terra

http://noticias.terra.com.br/mundo/asia/terremotonojapao/noticias/0,,OI4986413-EI17716,00-Ao+amanhecer+Japao+se+depara+com+devastacao+deixada+por+tremor.html#tphotos

http://blogamos.com/video-do-terremoto-e-tsunami-no-japao (tomei conhecimento via @bobagento e @bqeg)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Sobre o autor

Marianaluthor

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>